Convento de seiça

convento de seiça

Onde fica o Mosteiro de Seiça?

O Convento ou Mosteiro de Seiça localiza-se na freguesia de Paião, Figueira da Foz. Foi D. Afonso Henriques quem mandar construir o Mosteiro em louvor à Virgem Maria devido a um milagre recebido junto da capelinha de Nossa Senhora de Seiça.

Qual é o nome do Mosteiro de Santa Maria de Seiça?

Embora se desconheça a data exacta da fundação do cenóbio de Seiça, a mais antiga referência documental que se conhece sobre este mosteiro, situado junto ao rio Mondego, data de 1162, no qual o abade Martinho se encontra presente na outorga da carta de isenção dos direitos episcopais dada aos Crúzios, pelo Bispo D. Miguel Salomão .

Como foram os últimos tempos do Convento?

Mas Eurico Silva também nos conta como foram os últimos tempos do Convento até ao seu abandono pelos frades, no século XIX. Entrevista a família dos Carriços, que foram os últimos proprietários do Convento até à aquisição pela Câmara. E na Câmara se encontra encalhado à espera de melhores dias.

Quais foram os primeiros monges do Convento?

Os primeiros monges do convento foram os de Lorvão que naquele tempo pertenciam à ordem de São Bento. D. Afonso Henriques faleceu em 1185, sem que a sua obra fosse concluída, mas o seu filho D. Sancho I deu-lhe continuidade, entregando o convento à ordem de S. Bernardo por esta ser considerada um raro exemplo de virtude e Santidade.

Onde fica o Mosteiro de Santa Maria de Seiça?

Junto ao rio Mondego, mesmo ao lado de um troço de caminhos de ferro da Linha do Oeste, fica o Mosteiro de Santa Maria de Seiça ou Mosteiro de Seiça, assim também conhecido.

Onde fica a Capela de Seiça?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Capela de Seiça está localizada no lugar de Seiça, freguesia de Paião, concelho de Figueira da Foz, construída no ano de 850 e reconstruída sucessivamente nos reinados de D. Afonso Henriques, D. Sancho I e em 1602, durante a governação castelhana.

Quais são as principais características da Igreja do mosteiro?

A igreja é o elemento mais representativo do mosteiro, apresentando a fachada com linhas bastantes austeras, através da sua verticalidade e robustez. Apresenta duas torres laterais, com a parte central constituída por pilastras de ordem colossal, que confere ao frontispício um ar majestoso.

Quem criou o Mosteiro de Alcobaça?

Para agradecer a Deus por este milagre, Afonso Henriques decide de construir um mosteiro em Seiça, dedicado à Virgem Maria. Uma vez acabado, talvez por volta de 1162, o mosteiro entrou na ordem de Cister, e foi dado ao Mosteiro de Alcobaça por Dom Sancho I, filho do primeiro rei de Portugal.

Qual a origem do Convento?

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. No contexto do Império Romano, Convento (em latim: conventus ou conventia) significa o mesmo que assembleia ou reunião, e designava, na Roma Antiga, as assembleias conjuntas de romanos e nativos que aconselhavam o governador na administração da justiça.

Qual é a diferença entre convento e Mosteiro?

Por vezes, o termo Convento é confundido, erradamente, com Mosteiro. Convento é o termo usado para o edifício construído na malha urbana, normalmente delimitada por uma Muralha. A designação de Mosteiro aplica-se ao oposto, ou seja, para edifício construído fora da Cidade.

Como foi a reconstrução do Convento do Carmo?

As obras de reconstrução do Convento do Carmo, iniciaram-se em 1756, já em estilo neo-gótico, mas foram suspensas em 1834, devido a extinção das Ordens Religiosas de Portugal. Neste período de reconstrução, foram somente restaurados os pilares e os arcos das naves.

Por que os políticos paulistas desapropriaram a Igreja e o convento?

Foi ai que em 1927 as atenções dos políticos paulistas se voltaram para o local onde estavam localizados a igreja e o convento da Ordem Carmelitana. A pressão junto ao então governador de São Paulo, Júlio Prestes, foi tamanha que em 1928 ele determinou a desapropriação da área.

Postagens relacionadas: