Assédio laboral

assédio laboral

Quem pode ter assédio laboral?

O assédio laboral pode ser praticado por qualquer pessoa que tenha acesso ao local de trabalho, incluindo colegas, superiores hierárquicos, prestadores de serviços, fornecedores e clientes. Esta contraordenação grave está prevista no Código do Trabalho e devidamente regulamentada pelo Artigo 29º, que pode consultar aqui .

Qual a diferença entre assédio e conflito laboral?

Início / O Assédio no Trabalho / Situações que não devem ser confundidas com assédio É importante referir que nem todas as situações de conflito existentes no local de trabalho constituem assédio. O que marca a diferença entre o conflito laboral e o assédio, nomeadamente o moral, é a intencionalidade.

Quais são os tipos de assédio no trabalho?

O assédio no trabalho pode ser moral e sexual. Considera-se assédio moral (também designado por mobbing) quando os factos repetidos afetam a integridade física e moral da vítima e assédio sexual quando há comportamentos indesejados de caráter sexual, verbal ou não-verbal, percecionados pela vítima como abusivos.

O que é o assédio moral no local de trabalho?

O assédio moral no âmbito laboral consiste na exposição dos trabalhadores a situações constrangedoras e vexatórias, de forma repetitiva e duradoura.

Quais são os tipos de assédio laboral?

O assédio laboral não se limita apenas ao assédio sexual. Uma forma menos falada mas igualmente comum é o assédio moral. Este tipo de comportamento por norma manifesta-se através das seguintes práticas: atos mais subtis, podendo abranger a violência física e/ou psicológica, visando diminuir a autoestima da vítima

O que é o assédio no trabalho?

O assédio sexual no trabalho ainda é um tabu para muitas organizações, ele é reconhecido como qualquer conduta que cause um constrangimento com conotação sexual no ambiente de trabalho. Podendo ocorrer em forma de propostas constrangedoras ou insinuações, com a finalidade de obter vantagem ou favores sexuais.

O que é o assédio moral na legislação portuguesa?

Segundo o artigo 29º do Código do Trabalho e a Lei n.º 73/2017 de 16 de agosto, o assédio moral no local de trabalho é punido e considerado uma contraordenação muito grave. A lei define o assédio moral como. “ (…) o comportamento indesejado, nomeadamente o baseado em fator de discriminação, praticado aquando do acesso ao emprego ou no próprio ...

Quais são as características do assédio?

Para caracterizar uma situação como assédio, do ponto de vista legal, existem duas características, são elas: ação recorrente por tempo prolongado e a intenção de prejudicar o colaborador.

Quais são os tipos de assédio?

Quais os tipos de assédio? Um assédio pode ser moral, organizacional ou sexual. Vejamos cada um deles O assédio moral é a modalidade mais identificada nas relações de trabalho e, possivelmente, a mais conhecida do leitor.

Como se deparar com assédio no trabalho?

Ao se deparar com alguma situação de assédio no trabalho, é fundamental saber o que fazer para que os assediadores sejam punidos e o caso se resolva. Tomar medidas o quanto antes é essencial para que o caso não se agrave e não traga consequências piores para o assediado.

Quais são os exemplos de assédio moral no trabalho?

Entre os exemplos de casos de assédio moral no trabalho, podemos destacar: ameaçar com punições ou demissão. Quando falamos em assédio sexual, é comum pensar apenas em estupro ou outras situações mais físicas. No entanto, a caracterização dessa ilegalidade é bem mais ampla do que as pessoas costumam imaginar.

Qual o tipo de assédio mais comum nas empresas?

Normalmente ocorre em empresas extremamente competitivas que estimulam seus funcionários a disputarem entre si, propagando o medo (normalmente por meio de ameaças, ainda que de menor grau). 3. Assédio Moral Horizontal. O assédio moral horizontal ocorre entre funcionários que ocupam a mesma posição hierárquica dentro da empresa.

Postagens relacionadas: