Subsídio de desemprego 2022

subsídio de desemprego 2022

Qual o limite máximo de subsídio de desemprego em 2022?

No que toca ao limite máximo, este será de 2,5 vezes o IAS e, por isso, sobe para os 1.107,50 euros em 2022. O aumento do valor mínimo de subsídio de desemprego, que tinha sido aplicado apenas como medida extraordinário para fazer face à pandemia e que abrangeu 175 mil pessoas, passa assim a ser um apoio permanente.

Quando acaba o subsídio de desemprego?

Estou a receber subsídio de desemprego, que acabaria em dezembro de 2021. Durante o ano, li e ouvi mais do que uma vez que haveria prolongamento de seis meses para todos os subsídios, mas até ao momento não tive obtive a confirmação dos serviços para a minha situação.

Quais são os direitos do titular do subsídio de desemprego?

O titular do subsídio de desemprego tem igualmente direito à majoração de 10%, quando o seu cônjuge ou pessoa que com ele viva em união de facto, se encontre em situação de desemprego não subsidiado e tenham filhos ou equiparados a cargo. Os beneficiários casados, ou unidos de facto, têm direito, cada um deles, à majoração de 10%.

Como calcular o seguro desemprego 2022?

O valor do seguro desemprego é calculado com base na média salarial dos últimos três meses antes da demissão, levando em conta o valor do salário mínimo vigente. A seguir vamos esclarecer algumas dúvidas sobre o seguro desemprego 2022, continue conosco.

Qual o valor máximo do subsídio de desemprego?

Em 2021, o Orçamento do Estado majorou o limite mínimo do subsídio de desemprego, para 504,63 euros (1,15xIAS) nas situações em que as remunerações que serviram de base ao cálculo do subsídio correspondam, pelo menos, ao valor do salário mínimo nacional.

Como ter direito ao subsídio de desemprego?

Para ter direito ao subsídio de desemprego, tem de trabalhar 360 dias, pelo menos, por conta de outrem nos 24 meses que antecedem o desemprego e ter registo na Segurança Social. O valor do subsídio corresponde a 65% da remuneração de referência.

Como aumentar o subsídio social de desemprego?

O subsídio social de desemprego pode ser majorado num valor correspondente a 10% do salário mínimo nacional (que subirá para 705 euros em 2022), por cada filho que integre o agregado familiar. No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

Qual o salário mínimo para 2022?

Para quem ganhava, pelo menos, o salário mínimo nacional (705 euros, em 2022; 665 euros, em 2021), o subsídio de desemprego será, no mínimo, 509,68 euros (1,15 vezes o valor do IAS em 2022).

Quem tem direito ao subsídio de desemprego?

Até 31 de dezembro de 2020, os trabalhadores que tenham entre 180 dias e 360 dias de trabalho por conta de outrem, com o correspondente registo de remunerações, num período de 24 meses imediatamente anterior à data do desemprego e que tenham ficado sem emprego durante o período de 19 de março a 30 de junho, têm direito ao subsídio de desemprego.

Como funciona o subsídio social de desemprego a partir de janeiro de 2021?

Se, a partir de janeiro de 2021 a situação de desemprego se mantiver, os beneficiários passam a ter direito ao subsídio social de desemprego, sem avaliação dos rendimentos do agregado familiar. Para o prazo de garantia são contados os dias em que trabalhou: Num Estado da União Europeia, na Islândia, Noruega, Listenstaina ou Suíça

Como calcular o subsídio de desemprego?

O montante diário do subsídio de desemprego é de 65% da remuneração de referência (a média de todas as remunerações declaradas nos primeiros 12 meses dos últimos 14 meses que antecedem o mês do desemprego), calculado na base de 30 dias por mês, sem prejuízo da aplicação dos montantes máximo e mínimo.

Qual o prazo para reinício do subsídio de desemprego?

Caso considere mais favorável, o beneficiário pode optar pelo reinício do pagamento do subsídio anterior durante o tempo que faltava para concluir esse mesmo subsídio, no prazo de 60 dias após a concessão do novo subsídio de desemprego.

Postagens relacionadas: